Início > Uncategorized > Prima revela que há suspeito e faz apelo na Câmara por informações sobre Vivianny.

Prima revela que há suspeito e faz apelo na Câmara por informações sobre Vivianny.

8888888A ex-secretária de Meio Ambiente de João Pessoa, Wellitânia Freitas, participou ontem à tarde de uma sessão realizada na Câmara Municipal cujo objetivo foi debater os Direitos Humanos. Ela foi à tribuna para relatar o sofrimento da família desde o desaparecimento de sua prima, Vivianny Crisley, de 29 anos, vista pela última vez na madrugada do dia 21 no Bar Bebericos, no bairro dos Bancários. Em seu relato, a ambientalista revelou que há um suspeito no caso de sua prima, conforme havia sido informado na tarde de ontem pelo delegado que acompanha o caso. A identidade dele e o que teria acontecido continuam um mistério para a família. A polícia, segundo Wellitânia, aguarda uma decisão judicial para efetuar a prisão do homem.

“Em conversa com o delegado, ele me disse que existe um suspeito, só que aguarda uma determinação judicial para poder avançar. Eu gostaria que cada pessoa se colocasse no nosso lugar, no lugar do pai, da mãe e da filha de Vivianny que tem apenas oito meses e chama pela mãe dia e noite. Já era para ter ocorrido uma coletiva para esclarecer minimamente o que está acontecendo. Não é possível que tenhamos que estar nas televisões, nas rádios pedindo para que a sociedade se una à nossa família para poder ter uma resposta. Quero mais uma vez pedir às autoridades competentes para dar a devida atenção e empenho a este caso para que ele seja desvendado. Enquanto não houver um corpo, nossa família tem esperança de que ela esteja viva e se ela está viva é preciso agir agora para que ela possa voltar à filha e à família”, disse Wellitânia.

Ontem à noite, o pai da jovem, que havia sofrido um infarto em meados de abril, passou mal e teve que ser hospitalizado. Desde o desaparecimento de Vivianny, ele tem sofrido alterações bruscas da pressão arterial e falta de ar.

No legislativo municipal, o debate versou sobre a “redução das violações dos direitos humanos através de ações pacíficas e criativas que mobilizem a sociedade e o poder público na Capital paraibana”. A audiência pública foi proposta pelo vereador Lucas de Brito (PSL).

O evento contou com a participação do pastor Antônio Carlos Costa, presidente da ONG Rio da Paz, que desenvolve ações para chamar a atenção das pessoas e das autoridades públicas para a gravidade da situação e para a necessidade de que a violência seja combatida através da defesa dos direitos humanos no Brasil.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: