Início > Uncategorized > É legal, imoral e engorda os bolsos de vereadores.

É legal, imoral e engorda os bolsos de vereadores.

como-ganhar-dinheiro-na-internet-de-verdadeA tão falada crise que assola todo o país parece que não atingiu as cidades de Teixeira e Imaculada, no Sertão da Paraíba. Pelo menos não para os vereadores destas cidades. Na última quinta-feira (30), os parlamentares dos dois municípios aprovaram em sessões o aumento dos próprios vencimentos para 2017. Alguns reajustes chegam até a 100%, como é o caso do presidente da Câmara de Imaculada, que hoje recebe R$4,5 mil e vai passar a receber R$ 9 mil.

O restante dos parlamentares de Imaculada teve aumento de 50%, pulando de R$ 4 mil para R$ 6 mil. Quem também vai receber é o prefeito da cidade, que irá ter um vencimento de R$ 15 mil.

Já na cidade de Teixeira, os vereadores receberão um aumento de 30%, pulando de R$ 5 mil para R$ 6,5 mil. O projeto também prevê o reajuste dos vencimentos do prefeito e vice-prefeito, que passará a ser de R$ 20 mil e R$ 10 mil, respectivamente.

População discorda

Para a economista Ana Maria, que mora em Imaculada, o aumento não é proporcional ao exercício da função. “Eu acho que não é proporcional ao exercício da função de vereador. Não generalizando, a maioria não exerce a função, que é fiscalizar, legislar conforme a necessidade do povo. Na realidade eles só ficam em reuniões que não traz nenhum beneficio. Numa crise que está no Brasil, acho que ao invés de aumentar, eles deveriam se conscientizar e reduzir. Quatro mil já é um excesso, imagina seis”, disse.

A comerciante Ana Cláudia, de Teixeira, também discordou do aumento. “Discordo, não sou a favor, a crise já é grande, falta recurso em tudo, e ainda vai dar um aumento. O pessoal todo aqui não concorda”, cravou.

“É legal”, diz advogado

Apesar da revolta de parte da população, o advogado Elson Carvalho Filho afirma que os vereadores podem aumentar os próprios vencimentos para a próxima legislatura. Porém, ele alerta que há um teto a ser respeitado.

“Na verdade, eles podem aumentar, na próxima legislatura. Não existe um mecanismo legal que a população possa utilizar, a não ser pressionar e cobrar. Eles seguem o percentual escalonado, de acordo com o subsídio dos ministros do Superior Tribunal Federal. Como os ministros tiveram um aumento, é provável que para as próximas legislaturas, os vereadores também votem o seu próprio aumento”, explicou.

Caminho contrário ao de Água Branca

Enquanto os parlamentares de Imaculada e Teixeira aumentam seus próprios vencimentos, os vereadores de outra cidade do Sertão paraibano fazem o caminho oposto. No dia 17 de junho, os parlamentares de Água Branca aprovaram um projeto que diminua seus subsídios para apenas um salário mínimo a partir de 2017.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: