Início > Uncategorized > Livro celebra centenário de Lampião e Maria Bonita

Livro celebra centenário de Lampião e Maria Bonita

KUBITSCHEK PINHEIRO

Imagens fantásticas e textos interessantíssimos celebram o centenário (transcorrido no dia 8 de março passado) da mulher da vida de Lampião, Maria Bonita, no livrão Bonita Maria do Capitão organizado pela neta do casal do cangaço, Vera Ferreira, e pela paraibana de Campina Grande, Germana Gonçalves de Araújo. O livro está sendo lançado este mês e as autoras estão montando uma exposição sobre Maria Bonita, com apoio do BNB Cultural.

Pra inicio de conversa, o livro traz uma lista enorme de colaboradores: escritores, poetas, pintores, artesãos, cordelistas. Entre vivos e mortos estão os paraibanos Bráulio Tavares e Jessier Quirino, a escritora cearense Raquel de Queiroz e a estilista Zuzu Angel, que nos anos 1970 revolucionou com estampas de chitas as passarelas de Nova York levando imagens do casal Lampião e Maria Bonita.

Segundo Vera, filha de Expedita Ferreira (por sua vez, única filha de Lampião e Maria Bonita) faltava um livro a altura de Maria Bonita. “Sempre achei que a história da minha avó não era divulgada como deveria, e por conta do seu centenário, senti que era o momento de dar esse presente tão merecido para a ela e o público em geral”, disse, por telefone, ao CORREIO.

Germana, há oito anos morando fora da Paraíba e professora de Artes e Design da Universidade Federal de Sergipe, disse que sua participação foi bem complexa. “Idealizei, escrevi algumas partes, alguns textos, fiz ilustrações e desenvolvi todo o projeto gráfico. Ainda não tive o distanciamento necessário para que eu possa realmente perceber a dimensão da obra”, comenta.

“O livro trata da história de Maria do Capitão de maneira reflexiva, relacionado-a a questões políticas, sociais, culturais”, diz Germana. “Não criticamos ideias ou depoimentos acerca de Maria do Cangaço, mas esperamos provocar novas possibilidades de debates. As novas gerações estão tendo a oportunidade de se deparar com parte da história do Brasil contada de maneira inusitada”, registra.

“É um livro de arte que foi dividido em duas partes: a primeira tem a biografia da minha avó e a segunda mostra como é ela representada nas artes de um modo geral, até em desfiles de moda. Isso tudo, o conjunto da obra, é fundamental”, disse Vera.

O livro, impresso na gráfica paraibana Santa Marta, é todo ilustrado, principalmente com fotos antigas. “Acho que temos o que há de mais representativo com relação à história da minha avó”, comentou Vera.

“Rapaz, no início parecia ser surreal conviver com alguém que herdou parte da história do país. Agora o encantamento se acalmou!”, diz Germana, que estuda a estética do cangaço, sobre Vera. “Depois do livro pronto senti que mesmo que não haja parentesco familiar somos todos parte dessa história”, disse a paraibana.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: