Início > Uncategorized > Chove em 27 municípios da PB e granizo destrói telhados em Princesa

Chove em 27 municípios da PB e granizo destrói telhados em Princesa

Tássio Ponce de Leon

Vinte e sete municípios do Estado registraram chuvas no último final de semana. As maiores precipitações ocorreram no domingo, em Baía da Traição (27,6mm) e Mataraca (17,6mm), no Litoral Norte, e Remígio (14,8mm), no Agreste. Já no Sertão, a cidade de Princesa Isabel foi surpreendida por um vendaval e uma chuva de granizo também no domingo, dia que, para João Pessoa, foi o mais quente do ano até agora, com temperatura máxima de 31,4º C. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o calor no Litoral deve continuar até a primeira semana de abril, quando se inicia o outono.
“As temperaturas vão permanecer elevadas, porque ainda não começou a chover. Na Capital, os registros podem chegar até 33º C entre janeiro e fevereiro, mas, até a primeira semana de abril, bate-se recorde de temperatura, porque chove pouco e estamos no verão”, disse o chefe da seção de Previsão do Tempo do Inmet, Ednaldo Correia de Araújo. Já o Sertão está na época chuvosa, que vai de dezembro a abril. “Se não chover nessa época, não chove mais em nenhum outro mês do ano”, explicou.
De acordo com Marle Bandeira, da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa), a chuva de granizo caída em Princesa Isabel é um evento isolado, mas que ocorre todos os anos. “Todo ano isso ocorre, basicamente na época do verão, em que as nuvens se desenvolvem muito rápido por causa do grande calor e da umidade.

Como elas crescem verticalmente, formam cristais de gelo, e, então, há a precipitação. Mas, são eventos isolados. Em João Pessoa não se corre nenhum risco de isso vir a acontecer”, disse.

A Aesa informou que, para os próximos dias, são esperadas pancadas de chuva na faixa litorânea e chuvas em algumas áreas do Sertão. As temperaturas, de acordo com Marle Bandeira, deverão ficar entre 31ºC e 25ºC, no Litoral; entre 31º e 21ºC no Agreste; entre 35ºC e 21ºC no Cariri; e entre 38ºC e 23ºC, no Sertão. “Mas, em cidades como Patos, a sensação térmica pode chegar aos 40ºC, dependendo do local”, acrescentou Marle.

JP registra chuva de 14 milímetros
Em João Pessoa choveu no último final de semana 14,2mm. Porém, de acordo com a Defesa Civil municipal, não foi registrada nenhuma ocorrência. O coordenador Francisco Noé Estrela explicou que isso se deve ao trabalho preventivo que vem sendo realizado nas 31 áreas de risco da Capital.

“Não houve elevação de água, nem destruição de nenhum tipo. Desde dezembro, temos feito ações preventivas exatamente para essas áreas com problemas de alagamento. São 13 as mais urgentes, como a comunidade Tito Silva. Nesses locais, fazemos trabalhos de desentupimento de galerias e bueiros, limpeza das encostas e das ribeiras do rio, bem como corte de árvores”, afirmou.

No calendário da Defesa Civil, estão previstas, até amanhã, intervenções nas comunidades Santa Clara e São Rafael, além da Tito Silva. Depois, os trabalhos seguem para outros 18 bairros da Capital. As ações seguem até o final de março.

Chuva de granizo assusta moradores no Sertão e ventos arrancam telhados

LIGIA COELI

Campina Grande – Um vendaval seguido de chuva de granizo assustou os mais de 20 mil moradores da cidade de Princesa Isabel, no Alto Sertão paraibano. Os fenômenos tiveram início por volta das 17h30 do domingo e se intensificaram por volta das 19h. A Secretária de Ação Social do município estima que aproximadamente 150 casas tiveram os telhados arrancados por rajadas de vento. O prejuízo também foi registrado no comércio, onde várias lojas tiveram as estruturas danificadas. Além da chuva de granizo, que atingiu principalmente o bairro ‘Maia’, as precipitações, acompanhadas de ventos fortes, acabaram ocasionando um ‘blecaute’ e o fornecimento de energia elétrica da cidade só foi normalizado na manhã de ontem.

Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) choveu aproximadamente 20 mm e a previsão é de que pancadas de chuvas isoladas continuem acontecendo na região sertaneja. A meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, explicou que no ano passado, um caso semelhante foi registrado no Cariri paraibano. “O fenômeno é causado por uma nuvem de chuva que contém cristais de gelo que, por combinação com o calor e a umidade, faz com que essas nuvens se desenvolvam rapidamente, e acaba acontecendo a precipitação, causando eventos de granizo e rajadas de vento”, contou.

Durante toda a manhã de ontem os moradores realizaram reparos nos telhados das residências e os comerciantes da área central de Princesa Isabel contabilizavam os prejuízos. A secretária de Ação Social, Maria Magneudes, não soube precisar quantos moradores da zona rural foram atingidos. “O estrago foi muito grande, estamos fazendo o levantamento de quantas pessoas foram prejudicadas. Em todas as áreas da cidade registramos casos de telhados que voaram, eletrodomésticos, antenas, toldos, cadeiras; tetos foram totalmente arrancados”. Segundo ela, a missa que seria celebrada na noite do domingo foi adiada. “Os ferrolhos da porta da igreja foram arrancados pelo vento e por medida de segurança o padre cancelou a celebração”, contou.

Apesar das fortes chuvas, a Aesa prevê temperaturas de até 38 graus no Sertão, com sensações térmicas que podem alcançar os 42 graus.

JCP

About these ads
CategoriasUncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: